Edição Impressa 189

Edição Impressa 189 - MARÇO 2014 A VEZ DO CONSUMIDOR CIDADÃO Como empresas e governos podem corresponder à expectativa do brasileiro que, mais exigente, aprende a cobrar seus direitos
12 Pins162 Followers
As causas escolhidas pela sua empresa devem ser sérias e funcionar efetivamente. O consumidor quer ter a percepção de que os elementos que a empresa apoia estão efetivamente recebendo incentivos e gosta de se sentir envolvido em “projetos do bem”. No entanto, se o consumidor achar que a causa é uma simples campanha de marketing, o efeito da ação pode ser o contrário do esperado.

Grab our FREE Dream Dictionary Now Getting Started Guide: 7 Simple Steps to Unlock the Power of Dream Interpretations! UnlockYour Dream Meanings Now!

Edição Impressa 189 - MARÇO 2014  A VEZ DO CONSUMIDOR CIDADÃO  Como empresas e governos podem corresponder à expectativa do brasileiro que, mais exigente, aprende a cobrar seus direitos

Edição Impressa 189 - MARÇO 2014 A VEZ DO CONSUMIDOR CIDADÃO Como empresas e governos podem corresponder à expectativa do brasileiro que, mais exigente, aprende a cobrar seus direitos

EM TEMPOS DE CONCORRÊNCIA ACIRRADA, O MARKETING VERDE PODE SER UM ALIADO NA DIFERENCIAÇÃO; NO ENTANTO, É PRECISO PREPARAR A SUA EMPRESA E SE COMUNICAR EFETIVAMENTE COM O CONSUMIDOR PARA CONVENCÊ-LO DE QUE ELA MERECE CONFIANÇA

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo.

Problemas logísticos afetam a pontualidade no serviço de entrega de produtos. Mas falta planejamento das varejistas para lidar com os problemas. No fim, quem paga a conta é o consumidor

Problemas logísticos afetam a pontualidade no serviço de entrega de produtos. Mas falta planejamento das varejistas para lidar com os problemas. No fim, quem paga a conta é o consumidor

A LACUNA ENTRE O CONSUMIDOR MÓVEL E O AGENTE DA CENTRAL DE ATENDIMENTO PRECISA SER FECHADA. PARA A VOCALCOM, O CONTACT CENTER VAI EVOLUIR A PARTIR DESSA NOVA DINÂMICA. VEM AI O ENGAGEMENT CENTER

A LACUNA ENTRE O CONSUMIDOR MÓVEL E O AGENTE DA CENTRAL DE ATENDIMENTO PRECISA SER FECHADA. PARA A VOCALCOM, O CONTACT CENTER VAI EVOLUIR A PARTIR DESSA NOVA DINÂMICA. VEM AI O ENGAGEMENT CENTER

ENQUANTO AS EXPECTATIVAS MÍNIMAS DO CIDADÃO NÃO SÃO ATINGIDAS NEM PELAS EMPRESAS PRIVADAS, O NÍVEL DE EXIGÊNCIA CRESCE E SE ESPALHA PELA SOCIEDADE COMO UM CLAMOR POR MUDANÇAS

ENQUANTO AS EXPECTATIVAS MÍNIMAS DO CIDADÃO NÃO SÃO ATINGIDAS NEM PELAS EMPRESAS PRIVADAS, O NÍVEL DE EXIGÊNCIA CRESCE E SE ESPALHA PELA SOCIEDADE COMO UM CLAMOR POR MUDANÇAS

É inegável que o consumidor está cada vez mais exigente, consciente de seus direitos e que usa as novas mídias como promotor ou detrator de determinado produto ou serviço. Mas será que as empresas estão preparadas para lidar com esse consumidor/cidadão?

É inegável que o consumidor está cada vez mais exigente, consciente de seus direitos e que usa as novas mídias como promotor ou detrator de determinado produto ou serviço. Mas será que as empresas estão preparadas para lidar com esse consumidor/cidadão?

Para o antropólogo mexicano Néstor Garcia Canclini, o consumo não é um ato irracional ou desnecessário, mas um espaço em que se organiza parte da racionalidade econômica, política e psicológica social da população. Ou seja, em cada compra o cidadão expressa sua ideologia. No livro “Consumidores e Cidadãos: Conflitos Multicanais e da Globalização”, o especialista discorre sobre os acréscimos de cidadania nas relações de consumo.

Para o antropólogo mexicano Néstor Garcia Canclini, o consumo não é um ato irracional ou desnecessário, mas um espaço em que se organiza parte da racionalidade econômica, política e psicológica social da população. Ou seja, em cada compra o cidadão expressa sua ideologia. No livro “Consumidores e Cidadãos: Conflitos Multicanais e da Globalização”, o especialista discorre sobre os acréscimos de cidadania nas relações de consumo.

Cristina Pessôa, vendedora de livros de 46 anos, afirma que uma de suas maiores irritações no dia a dia é esperar atendimento ao telefone. “Quando acho que serei atendida e terei meu problema resolvido, a ligação é transferida e preciso explicá-lo novamente”, conta.

Cristina Pessôa, vendedora de livros de 46 anos, afirma que uma de suas maiores irritações no dia a dia é esperar atendimento ao telefone. “Quando acho que serei atendida e terei meu problema resolvido, a ligação é transferida e preciso explicá-lo novamente”, conta.

O CIDADÃO ESTÁ CADA VEZ MAIS EXIGENTE E APRENDE A COBRAR COM MAIS PROPRIEDADE SEUS DIREITOS ENQUANTO CONSUMIDOR. CONFIRA O QUE ESPECIALISTAS DIZEM SOBRE ESSE CENÁRIO DESAFIANTE E DE QUE MANEIRA OS LÍDERES DE GRANDES EMPRESAS CONDUZEM OS NEGÓCIOS

O CIDADÃO ESTÁ CADA VEZ MAIS EXIGENTE E APRENDE A COBRAR COM MAIS PROPRIEDADE SEUS DIREITOS ENQUANTO CONSUMIDOR. CONFIRA O QUE ESPECIALISTAS DIZEM SOBRE ESSE CENÁRIO DESAFIANTE E DE QUE MANEIRA OS LÍDERES DE GRANDES EMPRESAS CONDUZEM OS NEGÓCIOS

CONHEÇA OS ÚLTIMOS LANÇAMENTOS DO UNIVERSO DE LUXO E HISTÓRIAS DE EXECUTIVOS FIÉIS A MARCAS

When Jack Heuer designed the Heuer Carrera in legibility was the foremost goal. 50 years later, the Carrera is a timekeeping icon.

Em Nova York, com café barato, muitas mesas e banheiros disponíveis, o McDonald’s é opção preferencial de gente pobre, da terceira idade, estudantes ou simplesmente solitários. No inverno bravo, o McDonald’s substitui o banco do parque ou o bate-papo nas calçadas da vizinhança.

Em Nova York, com café barato, muitas mesas e banheiros disponíveis, o McDonald’s é opção preferencial de gente pobre, da terceira idade, estudantes ou simplesmente solitários. No inverno bravo, o McDonald’s substitui o banco do parque ou o bate-papo nas calçadas da vizinhança.

Pinterest
Search